Caixa treina funcionários para venda de títulos

O superintendente nacional de serviços e captação da Caixa Econômica Federal, Roberto Derzie, disse que a instituição já está se preparando para facilitar a compra de títulos públicos por pessoas físicas, conforme o projeto Tesouro Direto, anunciado esta semana pelo governo federal. Ele informou que está havendo treinamento da equipe de vendas nas agências e que os títulos públicos deverão ser vendidos em valores inferiores a R$ 200,00, devendo ficar no intervalo mínimo entre R$ 50,00 e R$ 100,00.Ele afirmou que a Caixa pretende também fazer a venda pulverizada de títulos nas mais de nove mil lotéricas. Derzie disse que os investidores terão acesso à rentabilidade mensal dos títulos públicos, como ocorre nos demais investimentos. O diretor de produtos e serviços da Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC), João Batista Fraga, informou que a instituição está preparada para fazer a conexão automatizada nas agências da Caixa e do Banco do Brasil para facilitar a compra de títulos do Tesouro Nacional. A venda ocorrerá também nas agências dos Correios. Ele afirmou que os títulos públicos já são conhecidos da população, pois compõem os fundos de renda fixa.BolsaA CBLC tem experiência em popularização, pois é responsável pela custódia e liquidação de ações no projeto de popularização do mercado da Bolsa de Valores de São Paulo. Segundo Fraga, o programa da Bovespa fez com que o número de pessoas físicas possuidoras de ações, passassem de 90 mil em junho de 2002, para 101 mil em dezembro do mesmo ano. Ele informou que a intenção é ampliar o programa Tesouro Direto, fazendo com que a aquisição dos papéis possam ser feitas não só pela internet, como acontece hoje, mas também pelas agências dos bancos estatais. Atualmente os investidores efetuam a compra na internet no valor mínimo de R$ 200,00. Segundo ele, com a iniciativa o Brasil tornou-se o terceiro país do mundo a promover essa popularização, depois dos Estados Unidos e da Espanha.Em 7 de janeiro, a venda de títulos públicos pela intenet completou um ano e contava com 5.620 investidores cadastrados, tendo sido realizadas 8.536 operações de compra nos 25 Estados e no Distrito Federal, totalizando 77 milhões em títulos vendidos. O investimento em título público, garantido pelo Tesouro Nacional, possibilita o financiamento da dívida pública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.