Caixa vai liberar saque do FGTS para moradores de áreas atingidas por enchentes na Bahia e Minas

Caixa vai liberar saque do FGTS para moradores de áreas atingidas por enchentes na Bahia e Minas

Anúncio foi feito na manhã de hoje pelo presidente Jair Bolsonaro; liberação dos recursos ainda depende de indicação prévia por parte das prefeituras que decretarem estado de calamidade pública

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2021 | 13h45

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na manhã de hoje (11) que a Caixa irá liberar o saque do  FGTS para moradores de áreas atingidas por enchentes no Sul da Bahia e norte de Minas. A liberação dos recursos, porém, depende de indicação prévia por parte das prefeituras que decretarem estado de calamidade pública.

"Tivemos há aproximadamente 48 horas uma catástrofe no sul da Bahia e norte de Minas. Em torno de 55 municípios foram atingidos, com enchentes, destruição de obras viárias. De imediato determinamos ao ministro Rogério Marinho e João Roma pra assumir a vanguarda do que pode ser feito pros nossos irmãos, bem como também o ministro Braga Netto", disse Bolsonaro, após participar de evento na Escola Naval, no Rio. "Estamos prontos para colaborar, mas precisamos ser provocados pelos respectivos governadores ou prefeitos"

Ao lado dele, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que o saque poderá ser feito em até cinco dias após a indicação das prefeituras. "O que precisa agora são as prefeituras indicarem os bairros - ou é toda a cidade, ou é parte. Ao fazer isso, nós pagamos em até cinco dias, utilizando agências, lotéricos, correspondentes ou aplicativo Caixa TEM", afirmou Guimarães, que ressaltou que o saque será do valor que houver em conta, até o limite de R$ 6.220,00.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.