Caixas eletrônicos fecham à noite para inibir sequestros

Os caixas eletrônicos dos bancos em todo País permanecerão fechados entre 22 e 06 horas, mesmo após o próximo dia 11, segundo anunciou o presidente da Federação Brasileira das Associações de Bancos (Febraban), Gabriel Ferreira. A decisão foi tomada após apelo feito pelo ministro da Justiça, Aloysio Nunes Ferreira, para que os bancos adotassem medidas destinadas a inibir o número de seqüestros-relâmpago envolvendo saques nesses caixas. Conforme decisão do Conselho Monetário Nacional, a partir do próximo dia 11, as agências dos bancos deverão retomar seu horário normal de funcionamento - mas permanecer obrigatoriasmente abertas entre 12 e 15 horas - e, nessa mesma data, os caixas eletrônicos voltariam a funcionar durante 24 horas, como era antes do racionamento de energia elétrica. Mas, por medida de segurança, os bancos decidiram manter os caixas eletrônicos abertos apenas durante 16 horas por dia. O presidente da Febraban informou, também, que a entidade ainda estuda medidas adicionais, tais como o remanejamento de pontos de atendimento situados em locais considerados vulneráveis e de pouco movimento. Dentro de uma semana, a Federação deverá anunciar os pontos a serem remanejados ou fechados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.