Calçadistas do Brasil e da Argentina não chegam a acordo

Não houve acordo entre os fabricantes de calçados do Brasil e da Argentina sobre a limitação das exportações brasileiras para o mercado argentino. De acordo com o diretor-executivo da Abicalçados, Hector Klein, o impasse surgiu porque a Argentina não quer impor mecanismos para impedir a "invasão" de calçados de terceiros países, enquanto pretende impor ao Brasil uma cota de 12.900 pares de calçados por ano. "No ano passado, 82% dos calçados importados pela Argentina eram brasileiros. Somente neste ano, essa participação já caiu para 75%, por causa da entrada de calçados de países como a China, por exemplo", explicou Klein. O diretor informou que na próxima semana, os setores privados de ambos os países voltarão a se reunir mais uma vez para tentar chegar a um acordo.

Agencia Estado,

24 Maio 2005 | 14h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.