Calçadistas e indústria fecham acordo em Franca

Os sindicatos de patrões e empregados do setor calçadista de Franca (SP) fecharam acordo de reajuste salarial de 7% aos trabalhadores da indústria local, a ser assinado na quarta-feira. Segundo o Sindicato da Indústria de Calçados de Franca (Sindifranca), o acordo prevê ainda que o piso salarial passe a ser de R$ 520,00 e que o abono escolar seja fixado em R$ 140,00.Já a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) ficou em 130 horas: 80 horas para empregados que trabalham em 2008, pagas proporcionalmente ao tempo de trabalho, mais 50 horas para aqueles que já estavam na indústria calçadista em 2007, pagos sem proporcionalidade. Todas as cláusulas sociais já conquistadas foram preservadas.O presidente do Sindifranca, Jorge Donadelli, informou que a negociação esse ano foi difícil, por causa das dificuldades por que passam as empresas. "Há quatro anos enfrentamos quedas sucessivas do dólar e problemas com a entrada do sapato chinês. Oferecemos a proposta que é possível pagar. Houve bom senso de ambas as partes e chegamos ao acordo antes de um dissídio judicial".Franca é o maior pólo calçadista de São Paulo e um dos maiores produtores de calçados masculinos do País. Tem 760 empresas de calçados formalizadas, 120 delas exportadoras, que empregam cerca de 25 mil trabalhadores no total. A capacidade instalada é para produção de 37,2 milhões de pares por ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.