Calçadistas pedem a Lula compensação para câmbio valorizado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe hoje dirigentes de entidades representativas da indústria de calçados. Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Calçados (Abicalçados), Élcio Jacometi, será discutida no encontro a possibilidade de adoção de medidas para compensar os prejuízos que o setor estaria tendo nas exportações em função da valorização do câmbio. Há expectativa de que participe da reunião, no Palácio do Planalto, também o ministro da Fazenda, Antonio Palocci. Jacometi reconheceu que "não é fácil para o governo atender o setor" e afirmou que os calçadistas não querem que o governo lhes conceda incentivos capazes de "ferir as regras da OMC (Organização Mundial do Comércio)." Lembrou que algumas fábricas de calçados, por causa da taxa de câmbio, tiveram que demitir empregados em 2005.

Agencia Estado,

21 de dezembro de 2005 | 11h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.