WILTON JUNIOR/ESTADAO
WILTON JUNIOR/ESTADAO

Calor leva ao maior consumo de energia em cinco anos, diz ONS

Recorde do dia 16 de janeiro, de 85.800 megawatts (MW), superou demanda de carga do 5 de fevereiro de 2014

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

16 de janeiro de 2019 | 21h52

RIO - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou  que registrou em janeiro dois recordes consecutivos de carga de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN).

No dia 15, às 15h39, a demanda máxima do sistema alcançou 85.800 megawatts (MW). Já na tarde de quarta-feira, 16 aconteceu um novo recorde de carga no SIN, quando a demanda máxima ultrapassou os 87.000 MW.

O recorde anterior tinha sido registrado em 5 de fevereiro de 2014, quando alcançou o pico de 85.708 MW, às 15h41. "Os recordes se devem às altas temperaturas registradas em todas as regiões do país", disse o ONS em nota.

De acordo com o operador, os recordes de janeiro aconteceram em dias atípicos, com algumas restrições importantes no sistema de operação decorrentes de problemas técnicos na usina de Belo Monte e na linha de transmissão do Madeira. “Apesar dessas ocorrências, não houve interrupção no fornecimento de energia, sendo atendidos os critérios de operação”, explicou o órgão que controla a carga de energia disponível no País.

No bolso

O calor está pesando na sua conta de luz? Entenda como ela é calculada:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.