Calote nos cheques diminui

O volume de cheques sem fundos emitidos em agosto registrou queda de 14% ante julho, aponta levantamento da empresa de informação e inteligência para gestão Equifax. Foi devolvido 1,9 milhão de cheques em agosto, contra 2,2 milhões em julho. Os economistas da Equifax atribuem a queda à retração da inadimplência dos consumidores, além de agosto ter tido dois dias úteis a menos que o mês anterior.

GUSTAVO URIBE, O Estadao de S.Paulo

09 de setembro de 2009 | 00h00

"Esse resultado indica uma pequena recuperação no nível de renda das famílias, consequência da lenta, mas consistente, evolução da atividade econômica", comemoram os economistas, que preveem uma tendência de queda da emissão de cheques sem fundos nos próximos meses. "Os efeitos da recessão mundial não foram tão grandes como esperávamos." No comparativo anual, o número de cheques sem fundos teve ligeira alta de 0,02% se comparado a agosto de 2008, período anterior ao agravamento da crise financeira mundial.

O balanço da Equifax também registrou o volume de títulos protestados em agosto, que apresentou baixa de 13,93% na comparação com julho. Foram registrados 725.246 protestos, ante 842.596 em julho.

O número de protestos apresentou crescimento na comparação anual - de 665.453 em agosto de 2008 para 725.246, alta de 8,99%. Os economistas da empresa veem como uma notícia positiva o aumento do volume de protestos e esperam reduções significativas nos próximos meses.

A análise de inadimplência da Equifax é baseada em informações públicas fornecidas por Banco Central, cartórios, juntas comerciais e fóruns e feita a partir das transações comerciais realizadas por 28 mil clientes em todo o País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.