Calotes das empresas recuam 9,2% em setembro, diz Serasa

Na comparação anual, porém, a inadimplência já subiu 12,7% nos primeiros nove meses de 2012

Agência Estado,

30 Outubro 2012 | 11h49

SÃO PAULO - O Indicador de Inadimplência das Empresas recuou 9,2% em setembro sobre agosto, informou nesta terça-feira a Serasa Experian. Em comparação com setembro de 2011, no entanto, houve aumento de 0,4%. No acumulado do ano até setembro, o crescimento na inadimplência em comparação o mesmo período do ano passado foi de 12,7%.

Em nota, os economistas da empresa avaliam que a queda foi "decorrente do menor número de dias úteis no nono mês do ano". "Isto impactou diretamente os protestos e cheques sem fundos, que apresentaram os maiores decréscimos na composição do indicador, uma vez que os cartórios de protestos só funcionam em dias úteis, datas em que também são efetuadas as compensações de cheques", disse o comunicado.

A inadimplência nas dívidas bancárias também teve recuo - de 0,7% em setembro na comparação com agosto. A Serasa Experian atribui o movimento à "queda na inadimplência do consumidor, redução dos juros no crédito e recuperação da atividade econômica". De acordo com o estudo, o único componente do indicador que teve crescimento em setembro, comparado com agosto, foi a inadimplência nas dívidas não bancárias, com uma pequena evolução de 0,3%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.