Câmara adia conclusão da votação da MP 472

O plenário da Câmara deixou para amanhã a conclusão da votação da medida provisória número 472, alterada pelos senadores, que concede incentivos fiscais a diversos setores da economia. O relator da MP, deputado Marcelo Ortiz (PV-SP), acatou 44 das 53 emendas aprovadas pelos senadores ao texto da medida provisória. Na sessão de hoje, por votação simbólica, os deputados aprovaram a parte do parecer do relator que rejeitava um bloco de emendas. Na sessão de amanhã, o plenário vai votar, de forma separada, algumas das emendas que foram aceitas pelo relator.

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

18 de maio de 2010 | 20h21

A MP trata de assuntos tão diversos quanto punição ao contribuinte pessoa física que errar na declaração do imposto de renda, perdão de dívidas agrícolas em valor superior a R$ 1,6 bilhão, criação de Conselho Nacional de Política Indigenista, parcelamento das dívidas do crédito prêmio do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e até remanejamento de recursos para novas universidades federais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.