Câmara aprova apoio às elétricas

A Câmara aprovou nesta terça-feira, em votação simbólica, a Medida Provisória 127, que cria o programa emergencial de apoio às concessionárias de energia elétrica. A MP autoriza o BNDES a conceder às distribuidoras financiamento com recursos do Tesouro para compensar a perda de receita provocada temporariamente pelo adiamento de reajuste da tarifa. Os parlamentares incluíram na MP o programa de universalização da energia elétrica, que prevê o atendimento a todas as residências do País até 2008. A estimativa é que sejam atingidas 1,4 milhão de residências localizadas na periferia das cidades e do meio rural. Além disso, a MP retoma o programa de fontes de energia alternativa, garantindo que nos próximos dez anos 10% da matriz energética brasileira sejam compostos por gás, biomassa, eólica e as pequenas centrais hidrelétricas (PCHs). A MP aprovada também permite que 25% do fundo que vai financiar a universalização - cerca de R$ 2 bilhões - sejam usados na construção de gasodutos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.