Câmara aprova aumento da cota do Brasil no FMI

A Câmara dos Deputados aprovou hoje o projeto de decreto legislativo que ratifica o aumento da cota do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI). A elevação da cota brasileira no organismo internacional foi anunciada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, em abril, quando o País foi convidado a participar do Plano de Transação Financeira (PTF).

RENATO ANDRADE, Agencia Estado

16 de dezembro de 2009 | 19h39

Com o convite, o Brasil passou a integrar o grupo de credores do FMI. Na época, Mantega informou que a cota brasileira passaria a ser de US$ 4,5 bilhões. Na mensagem encaminhada por Mantega ao Congresso, o ministro destaca que o aumento da cota nominal também representa a ampliação do poder de voto do Brasil no FMI.

O projeto aprovado segue agora para o Senado. Em junho, o governo brasileiro anunciou um empréstimo de US$ 10 bilhões ao FMI, por meio da aquisição de bônus emitidos pelo Fundo.

Tudo o que sabemos sobre:
CâmaraFMIcota

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.