João Bittar/MEC
João Bittar/MEC

Câmara aprova redução da idade mínima para professores que estão perto da aposentadoria

Destaque proposto pelo PDT que altera texto-base da reforma teve apoio entre parlamentares da base e da oposição

Eduardo Rodrigues, Mariana Haubert, Amanda Pupo e Anne Warth, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2019 | 17h44

BRASÍLIA - O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta sexta-feira, 12, por 465 votos a 25, o destaque número 43, do PDT, que favorece a aposentadoria de professores em uma das regras de transição, que exige pedágio de 100% do tempo que ainda fata para se aposentar. A medida altera o texto-base da reforma da Previdência aprovado na quarta-feira.

Havia acordo entre os parlamentares da base e da oposição para aprovação dessa mudança.

A idade mínima exigida dos professores nesta regra de transição – que pode ser seguida pelos trabalhadores da ativa – ficou assim: 52 anos para mulher (o texto-base previa 55) e 55 anos para homem (o texto-base previa 58).

O plenário ainda analisará os outros cinco destaques de bancada que ainda restam, um de cada vez. O texto-base da reforma da Previdência havia sido aprovado por 379 votos a 131 no plenário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.