Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Câmara dos EUA aprova corte de impostos de US$ 550 bi

A Câmara dos Representantes (deputados) dos Estados Unidos aprovou, por 222 votos a favor e 203 contra, um plano de estímulo econômico que prevê cortes de impostos no valor de US$ 550 bilhões, inclusive uma redução da alíquota máxima sobre os dividendos de ações para 15%. A aprovação do plano foi uma vitória do presidente norte-americano George W. Bush, que usou como argumento para obtê-la o frágil estado da economia do país.Embora o plano original de Bush incluísse algumas poucas isenções fiscais temporárias, envolvendo um montante de US$ 726 bilhões até 2013, o pacote aprovado ainda contempla a maior redução de impostos de sua geração. Apenas três deputados democratas votaram a favor do pacote, enquanto três republicanos votaram contra.Os democratas disseram que o plano de corte de impostos deixará o país - que já está operando com déficits anuais substanciais - em profunda dificuldade financeira em 2013. Já os republicanos argumentam que é necessário tomar dinheiro emprestado agora para assegurar o sucesso financeiro do país no futuro.

Agencia Estado,

09 de maio de 2003 | 16h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.