FOTO Wilson Dias/Agência Brasil
FOTO Wilson Dias/Agência Brasil

Câmara não consegue concluir votação do projeto de cessão onerosa da Petrobrás

Texto-base do projeto foi aprovado na semana passada, porém três destaques ficaram pendentes; projeto pode voltar à pauta nesta terça-feira, 26

Isadora Peron e Paulo Oliveira, O Estado de S.Paulo

25 Junho 2018 | 22h31

BRASÍLIA- Sem acordo, a Câmara dos Deputados não conseguiu concluir nesta segunda-feira, 25, a votação do projeto de lei que autoriza a Petrobrás a vender até 70% das áreas de cessão onerosa na Bacia de Santos (SP). O texto-base do projeto foi aprovado na semana passada, porém três destaques ficaram pendentes. 

+ Projeto do pré-sal favorece Petrobrás

+ Câmara dos Deputados aprova projeto que resolve impasse do pré-sal

O projeto da cessão onerosa pode voltar à pauta nesta terça-feira, 26, mas como o quórum da Casa deve ser baixo por causa das festas de São João no Nordeste, é provável que a conclusão da votação fique para a próxima semana.

Os deputados analisam agora um projeto que permite a readmissão das empresas excluídas do Simples Nacional em janeiro de 2018.

Impasse. O acordo da cessão onerosa foi fechado pela Petrobrás com a União em 2010 e permitiu à estatal explorar 5 bilhões de barris de petróleo em campos do pré-sal, sem licitação. Em troca, a empresa pagou R$ 74,8 bilhões. Nos anos seguintes, porém, a cotação do barril de petróleo caiu muito, motivada por tensões geopolíticas e preocupações quanto ao desempenho da economia, entre outros fatores. Em razão disso, a Petrobrás alega que pagou à União um valor muito alto no acordo de 2010 e argumenta ter direito de ser ressarcida. O projeto trata exatamente das condições da revisão desse acordo.

Mais conteúdo sobre:
Petrobrás

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.