Câmara suspende votação da MP dos Portos

A Câmara dos Deputados suspendeu nesta terça á tarde a sessão para a votação da Medida Provisória 595, a MP dos Portos. A reunião será retomada às 17h30. A decisão de suspender a sessão foi tomada após um tumulto provocado pela tentativa do deputado Toninho Pinheiro (PP-MG) de estender uma faixa em plenário contra a MP dos Portos. Pinheiro não conseguiu estender a faixa, que foi imediatamente recolhida por seguranças da Casa.

RICARDO BRITO E AYR ALISKI, Agencia Estado

14 de maio de 2013 | 17h28

O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), lamentou a suspensão da sessão. "Estamos decidindo coisas importantíssimas para o País. Palavras ofensivas levaram a suspensões sucessivas. Lamento ter havido encerramento da sessão." Chinaglia manifestou preocupação com o prazo exíguo que a Câmara terá de cumprir para que a MP chegue ao Senado, evitando o risco de a MP "caducar". A proposta perde validade na próxima quinta-feira, 16.

O líder lembrou que haverá novo chamamento e será necessário abrir novamente o painel de presença para verificação de quórum. "Politicamente, isso é um desastre", disse. "Entendo que, quando alguém é ofendido, tem direito de responder. Mas daí a perder a cabeça é outra coisa", disse, em referência ao protesto feito pelo deputado Toninho Pinheiro.

A MP dos Portos precisaria ser aprovada nesta terça na Câmara, para ser lida ainda no plenário do Senado e votada pelos senadores na tarde desta quarta-feira, 15.

Tudo o que sabemos sobre:
MP dos POrtosCâmarasessão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.