Câmara vota reajuste dos aposentados nesta terça e Força Sindical prepara manifestação

Manifestantes cobrarão reajuste de benefícios de 7,71%, mas governo oferece 6,14% e pode ser derrotado em votação

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

26 de abril de 2010 | 12h13

Aposentados da Força Sindical farão nesta terça-feira, 27, uma manifestação em Brasília, para cobrar um reajuste de benefícios dos aposentados de 7,71%. O grupo vai se reunir às 10 horas, na Câmara dos Deputados, para sensibilizar os parlamentares a votarem a Emenda de autoria do deputado Paulo Pereira da Silva, Paulinho (PDT-SP).

A emenda estabelece como critério para o reajuste dos benefícios dos aposentados a inflação mais 80% do PIB (Produto Interno Bruto). Pela emenda de autoria de Paulinho à Medida Provisória (MP), o reajuste dos aposentados será de 7,71% e não 6,14%, conforme concedido pelo governo.

O governo reafirmou na semana passada, depois de mais uma rodada de discussão entre os ministros da área, a decisão de manter o reajuste em 6,14%, como foi definido no texto original da MP 475 , que estará na pauta de votação no plenário da Câmara nesta terça. O líder do governo na Câmara e relator da MP, Cândido Vacarezza (PT-SP), chegou a propor 7%, e depois, um porcentual escalonado, mas não obteve apoio. O cenário é de derrota para o governo na votação do reajuste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.