Camargo Corrêa diz que não estuda oferta pela Cimpor

Há alguns dias a empresa havia confirmado interesse na fabricante de cimentos portuguesa

Agência Estado,

22 de dezembro de 2009 | 07h51

A Camargo Corrêa Cimentos afirma que, neste momento, não está estudando ou preparando uma oferta pública de aquisição sobre a Cimentos de Portugal (Cimpor). Em comunicado ao mercado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Brasil e à de Portugal, a empresa esclarece, ainda, que, em linha com a sua estratégia de crescimento sustentado nos mercados brasileiro e internacional, está atenta e interessada em estudar oportunidades de negócio com potencial para criar valor para a empresa, seus acionistas e demais acionistas.

 

Em 18 de dezembro, a Camargo Corrêa havia confirmado seu interesse na fabricante de cimentos portuguesa, sinalizando que deveria concorrer com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) na disputa pela companhia.

 

Na ocasião, em comunicado enviado à Agência Estado, a empresa brasileira afirmou que tinha conversado "com vários acionistas da Cimpor para demonstrar seu interesse em participar com os sócios portugueses da empresa".

Tudo o que sabemos sobre:
Camargo CorrêacimentonegócioCSN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.