Cambiais em euro ganham com subida do dólar

Fundos cambiais atrelados ao euro estão entre as primeiras aplicações no ranking de rentabilidade. A alta do dólar em relação ao real - de 72,28% no acumulado do ano, até hoje -, e do euro em relação ao dólar - de 10,58% no mesmo período - são os motivos para essa performance. De acordo com dados da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid), até o dia 8 de outubro, a carteira com o melhor desempenho é a WestLB Euro Hedge Cambial, com alta de 83,89%. O diretor de gestão da instituição, Mário Carvalho, explica que, diferentemente do que a maioria dos analistas esperava no início do ano, o euro acabou se valorizando frente ao dólar. Essas carteiras ganharam, portanto, com a alta expressiva do dólar e com a inesperada alta do euro frente ao dólar."A economia norte-americana não se recuperou e as preocupações com um possível ataque dos Estados Unidos ao Iraque deixaram os investidores inseguros. Com isso, houve uma migração de investimentos em dólar para investimentos em euro, e a moeda européia ficou mais valorizada em relação ao dólar", afirma Carvalho.Recomendações ao investidorO diretor considera que colocar recursos em fundos cambiais atrelados ao euro neste momento é uma aposta arriscada, já que a cotação da moeda norte-americana está muito pressionada. Segundo ele, o preço do dólar está "totalmente fora de controle, mas deve recuar e ficar mais estável quando se souber o nome do próximo presidente e de sua equipe econômica", afirma. De qualquer forma, segundo Carvalho, essa é uma perspectiva que poderá se confirmar, se os investidores receberem bem essas informações. Hoje o dólar comercial bateu o recorde e foi vendido a R$ 4,00 - patamar mais elevado desde a implantação do Plano Real. No fechamento do dia, estava cotado a R$ 3,9900, em alta de 2,97% em relação aos últimos negócios de ontem.O diretor do WestLB avalia que apenas investidores que têm dívidas em dólar ou pretendem viajar ao exterior devem colocar recursos em fundos cambiais neste momento. Na opção entre uma carteira atrelada ao dólar e outra ao euro, Carvalho recomenda o fundo em euro, pois acredita que a moeda européia deve continuar valorizando-se frente à norte-americana.Hoje, o euro encerrou o dia cotado a 0,9855 centavos de dólar. O diretor avalia que no final do próximo ano deve chegar a 1,05, o que representa um potencial de ganho em torno de 6,5%. Ou seja, em relação ao desempenho dos fundos cambiais atrelados ao dólar, as carteiras em euro devem apresentar um rendimento 6,5% superior, de acordo com as perspectivas de Carvalho.O gestor de fundos da Unibanco Asset Management (UAM), Guilherme Menin Gaertner, avalia que esses fundos estão no "topo do risco", justamente porque as cotações do dólar estão muito elevadas. "Colocar recursos nesses fundos agora é muito arriscado. A principal recomendação nesse momento é ficar atento ao comportamento do dólar e decidir o melhor momento para sair do fundo, pois essa pode ser a melhor atitude a se tomar", explica.Formação das carteirasCarvalho, do WestLB, explica que não há títulos públicos ou privados indexados ao comportamento do euro. Segundo ele, a composição dos fundos cambiais em euro deve ser feita com operações de swap (troca) de real por euro ou por meio da compra de contratos futuros da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) indexados à moeda européia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.