CÂMBIO-Dólar sobe quase 3% e acompanha cenário global

O dólar subia quase 3 por cento frente ao real nesta sexta-feira, acompanhando a valorização global da divisa e o derretimento dos mercados acionários globais. Às 10h41, a moeda norte-americana era cotada a 2,373 reais para venda, em alta de 2,95 por cento. Com isso, a divisa caminha para uma valorização de 12,15 por cento na semana contra o real. "O nosso mercado aqui está especificamente se ajustando ao mercado de fora", afirmou Jorge Knauer, gerente de câmbio do banco Prosper. O índice Nikkei, da bolsa de valores de Tóquio, despencou quase 10 por cento nesta sexta-feira. Na Europa, o mergulho era de mais de 8 por cento, enquanto os índices futuros no Brasil e nos EUA também apontavam para uma forte queda. "É mais do mesmo lá fora", comentou Knauer, referindo-se às preocupações com a recessão econômica e as notícias desanimadoras na Europa, como o dado de que a economia britânica teve no terceiro trimestre a primeira retração em 16 anos. O gerente de câmbio ainda citou a influência da valorização global do dólar em sua alta frente ao real. "O mercado de moedas internacional segue com volatilidade grande. Não seria diferente aqui, temos que nos ajustar." Frente a uma cesta com as principais moedas globais, a divisa norte-americana subia 1,8 por cento. No âmbito interno, Knauer citou as atuações do Banco Central como um "instrumento de controle da volatilidade", a partir da influência do cenário externo nos mercados locais. Um dia após ter anunciado um programa de vendas de swap cambiais no valor de até 50 bilhões de dólares, a autoridade monetária realizará nesta sessão mais um leilão de swap cambial tradicional. Serão ofertados até 30 mil contratos, com volume equivalente a cerca de 1,5 bilhão de dólares. As propostas serão acolhidas entre 12h45 e 13h e o resultado será divulgado a partir das 13h15.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.