bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Cameron defende referendo sobre Reino Unido na UE

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, defendeu nesta quinta-feira seu plano de renegociar o relacionamento do país com a União Europeia e fazer um referendo para determinar a sua continuação no bloco, dizendo que isso é "absolutamente alcançável e desejável".

Agencia Estado

09 de maio de 2013 | 11h30

Cameron, que discursou na Conferência de Investimento Global em Londres, afirmou que existem dois grupos de "pessimistas" no Reino Unido - um que defende seguir a linha da UE a todo custo e outro que acredita que não há perspectiva de reformar o bloco e por isso o país deve deixá-lo. Segundo o premiê, ambos os grupos estão errados.

"Acredito que é possível mudar e reformar essa organização, além de mudar e reformar o relacionamento do Reino Unido com ela", disse. "É do nosso interesse ser um país bem conectado com o mundo."

Cameron afirmou que é correto pressionar a UE a mudar. "A UE não é competitiva o suficiente, não é aberta o suficiente, não é flexível o suficiente", disse. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoreferendoUECameron

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.