Cameron reúne-se com presidentes do BNDES e da Petrobras

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, iniciou sua viagem ao Rio de Janeiro com uma visita ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e à sede da Petrobras. No banco, enquanto uma comitiva de 25 empresários britânicos participava de um encontro com o vice-presidente, João Carlos Ferraz, Cameron teve uma conversa reservada, de cerca de 20 minutos, com o presidente Luciano Coutinho.

IRANY TEREZA, Agencia Estado

27 de setembro de 2012 | 19h38

Na Petrobras, a presidente Graça Foster fez uma apresentação resumida do plano de investimentos da petroleira ao primeiro-ministro. As companhias britânicas BP, BG e Shell figuram entre as maiores parceiras da Petrobras em exploração e produção no Brasil.

A delegação de empresários que integra a comitiva é composta por representantes dos setores de petróleo e gás, automotivo, defesa, infraestrutura, equipamentos pesados entre outros. No BNDES, a principal demanda dos empresários foi com relação à atuação do banco: como é o funcionamento, quanto desembolsa, quais os critérios, como funcionará o recém-criado Inova Petro.

Ferraz fez uma exposição breve sobre a situação macroeconômica nacional, a expansão do mercado doméstico, a demanda crescente da chamada classe C e a alavanca que representam os setores de infraestrutura e petróleo. A reunião, que contou ainda com a participação do diretor da Área Internacional do banco, Luiz Eduardo Melin, se estendeu por pouco mais de uma hora e a eles se juntaram Coutinho e Cameron.

O primeiro-ministro participaria ainda esta noite, no Palácio da Cidade, da entrega do Prêmio Laureus, da área de esporte, em cerimônia que terá a presença do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e do prefeito, Eduardo Paes (PMDB).

Tudo o que sabemos sobre:
CameronRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.