coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Camex amplia incentivo fiscal à agropecuária

O ministro do Desenvolvimento, Sérgio Amaral, afirmou que a Camex decidiu estender para 5 segmentos do setor agropecuário o regime de draw-back, pelo qual fica suspensa a cobrança do Imposto de Importação, do IPI e do ICMS sobre as compras externas de insumos. Os produtos beneficiados serão o algodão, a carne de frango e suína, o camarão e as frutas. Segundo a secretária de Comércio Exterior, Lytha Spindola, a medida tem por finalidade baratear a importação e, portanto, a produção desses itens destinados à exportação. Lytha explicou que a Camex terá o poder de incluir ou excluir os produtos beneficiados e que não é idéia da Câmara promover a substituição da produção nacional. Sérgio Amaral disse que a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) identificou dez itens do setor siderúrgico cujas importações aumentaram sem justificativas. Segundo ele, se não houver uma explicação adequada e convincente, o governo adotará as medidas necessárias para proteger a produção nacional dos mesmos itens. Amaral não quis por enquanto, mencionar se o governo elevaria a tarifa de importação desses produtos ou adotaria medidas de salvaguarda.

Agencia Estado,

26 de junho de 2002 | 16h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.