finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Camex discute formas de retaliação

O Brasil quer estar preparado para retaliar os EUA caso Washington decida não reduzir os subsídios aos produtores de algodão, conforme determinação provisória da Organização Mundial do Comércio. Ontem, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) criou um grupo de trabalho que irá ajudar na elaboração de um projeto de lei que permita o Brasil retaliar outros países na área de propriedade intelectual.A idéia é discutir formas de aprimorar duas propostas que já tramitam no Congresso Nacional dos deputados Fernando Gabeira (PV-RJ) e Paulo Teixeira (PT-SP). Segundo o subsecretário geral de Assuntos Econômicos e Tecnológicos do Itamaraty, Roberto Azevêdo, o Brasil poderia, por exemplo, suspender a remessa de pagamento de royalties, o direito de patentes ou cópias de desenhos industriais. Hoje, o País só pode aplicar sanções a mercadorias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.