Camex zera imposto de importação para rádio digital

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu zerar a alíquota do Imposto de Importação (II) para nove equipamentos de rádio digital e reduzir para 2% a alíquota do II para bens de informática e de telecomunicações, incluindo monitores de vídeo de TV digital utilizados em ilhas de edição, nos estúdios de televisão. A decisão, que vale até 31 de dezembro de 2008, consta de duas resoluções da Camex publicadas hoje no Diário Oficial da União.A isenção de II, segundo a resolução, será aplicada para a importação de equipamentos transmissores para rádio em freqüência modulada (FM) e em ondas médias, além de geradores de sinais FM estéreo, processadores de rádio digital, equipamentos de medição de potência para rádio digital e aparelhos de monitoração de sinais de rádio digital, tanto no modelo americano quanto no modelo europeu.O Brasil ainda não definiu o padrão de rádio digital que será implantado no País, mas há cerca de 20 emissoras fazendo testes com os sistemas disponíveis. A preferência das emissoras é pelo modelo americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.