Nelson Andrade
Nelson Andrade

Caminhão com verduras é incendiado durante bloqueio em Votorantim

Motorista não se feriu, mas denunciou o vandalismo à Polícia Civil; ele alega que os manifestantes obrigaram-no a descer e pediram a chave do caminhão

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

25 Maio 2018 | 17h06

SOROCABA - Um caminhão que tentava entregar uma carga de verduras foi parado por manifestantes e incendiado, na manhã desta sexta-feira, 25, em Votorantim, interior de São Paulo. O motorista não se feriu, mas denunciou o vandalismo à Polícia Civil. Conforme seu relato, ele carregou o veículo em Ibiúna e seguia pela rodovia Waldomiro Corrêa de Camargo (SP-79), quando viu a pista bloqueada na altura do km 103. 

+ AO VIVO: Siga a greve dos caminhoneiros pelo Brasil

+ Perguntas e respostas sobre a manifestação dos caminhoneiros

O motorista alega que os manifestantes obrigaram-no a descer e pediram a chave do caminhão. Logo depois, ele viu o veículo sendo envolvido pelas chamas. Uma equipe da polícia de Votorantim foi ao local, mas não conseguiu identificar os possíveis autores do vandalismo. O incêndio do veículo será investigado.

+ WHATSAPP: como a paralisação dos caminhoneiros está afetando a sua vida?

Na rodovia Washington Luís (SP-310), em Araraquara, o motorista de um caminhão perdeu o controle e tombou o veículo ao tentar desviar de manifestantes que estavam sobre a pista. O condutor foi socorrido com ferimentos leves pelo serviço de resgate da concessionária da rodovia. O acidente aconteceu no km 268, onde há uma concentração de caminhoneiros. A Polícia Rodoviária interditou a faixa até a retirada do caminhão.

Em Sorocaba, um motociclista alegou ter sido agredido durante uma manifestação de condutores de vans em apoio à greve dos caminhoneiros. Cerca de 300 vans bloqueavam parcialmente a Avenida Carlos Reinaldo Mendes, quando o piloto da moto tentou passar pelo bloqueio e teria sido agredido. Com ferimentos no rosto, ele seguiu à procura de uma unidade da Polícia Civil para registrar a agressão.

Mais conteúdo sobre:
greve caminhoneiro Votorantim [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.