Caminhoneiros pedem que desconto de 10% do preço do diesel se estenda a 60 dias

Proposta do governo federal era de 30 dias; ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, e governador de São Paulo, Márcio França, se reuniram com representantes dos grevistas

Karin Sato, O Estado de S.Paulo

27 Maio 2018 | 08h53

SÃO PAULO - O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), se reuniu ontem à noite com o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, e representantes dos caminhoneiros. Conforme nota divulgada pelo governo paulista, o objetivo foi articular junto ao Planalto o atendimento de reivindicações da categoria dos caminhoneiros, visando à suspensão da paralisação.

Segundo a nota, as reivindicações serão discutidas neste domingo (27), em Brasília. Entre as medidas, está o aumento do prazo de 30 para 60 dias do congelamento do desconto de 10% do preço do diesel; a garantia de que a redução de 10% no preço do diesel chegue às bombas nos postos de combustível; e a suspensão da cobrança de tarifa de pedágio para o terceiro eixo elevado dos caminhões. Veja o vídeo divulgado pelo governo paulista:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.