Camisa tecnológica pode ser usada cem dias sem amassar nem cheirar mal

Empresa desenvolve lã especial que faz o suor evaporar e elimina necessidade de lavar e passar a roupa com frequência

Economia & Negócios,

30 de abril de 2013 | 17h56

SÃO PAULO - Uma empresa americana desenvolveu uma camisa que pode ser usada por até cem dias seguidos sem amassar e sem necessidade de ser lavada. E mais: ninguém vai notar que ela está amarrotada e cheirando mal.

A camisa passou por um teste chamado 'desafio dos cem dias'. Quinze cobaias jogaram boliche, esquiaram, viajaram e fizeram praticamente de tudo sem tirar a camisa, noticiou o jornal Corriere Della Sera, da Itália.

Para realizar o sonho de qualquer dona de casa desesperada com montes de camisas do marido e dos filhos para lavar, a empresa Woll&Prince, após seis meses de testes e pesquisas, desenvolveu e patenteou um tecido que tem a maciez do algodão mas é feito de um fio de lã especial que dura seis vezes mais.

O fio tem mais resistência que a lã e pode ser torcido mais de 20 mil vezes sem quebrar. No algodão, o limite é de 3,2 mil torcidas.

Além de evitar a necessidade de passar, mesmo que seja amarrotada, a roupa também não fica impregnada com o mau cheiro do suor, mesmo após horas e horas de uso.

A lã especial absorve o suor e o evapora, eliminando o cheiro, a ponto de fazer com que a camisa pareça sempre recém lavada.

A camisa desenvolvida no Brooklyn começa a ser produzida em Xangai , na China, a partir do mês de maio. Ela deve custar a partir de  US$ 98,00  (R$ 196,00). A vantagem é que o dono economiza na máquina de lavar, no sabão e no banho.

Tudo o que sabemos sobre:
camisalavagemtecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.