Campanha da Dove já foi vista 29 milhões de vezes na web

Filme fez sucesso na internet ao mostrar que as mulheres se enxergam menos bonitas do que são

THE NEW YORK TIMES , O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2013 | 02h07

O vídeo mostra um retratista forense desenhando o rosto de várias mulheres com base em suas próprias descrições. De costas para elas, o artista, Gil Zamora, faz uma série de perguntas sobre suas características. Pés de galinha e olheiras são algumas das mais citadas.

Em seguida, ele faz um novo retrato da mesma mulher, baseando-se na descrição de uma terceira pessoa Os dois desenhos são pendurados lado a lado e as mulheres são convidadas a compará-los. Em todos os casos, a descrição de terceiros ficou melhor do que a imagem que ela faz de si própria.

O vídeo, que é uma campanha publicitária da Dove, foi filmado em um loft em San Francisco e virou sensação na internet. A versão de três minutos foi vista quase 29 milhões de vezes no canal da empresa no YouTube.

Repercussão. Ele também fez sucesso em outros sites. Um artigo sobre a campanha publicado no Mashable foi compartilhado mais de meio milhão de vezes em 24 horas.

O filme foi criado pela agência Ogilvy & Mather e faz parte de uma campanha da Dove batizada de "Retratos da Real Beleza". Segundo a agência, a ideia de fazer esse vídeo surgiu de uma pesquisa que mostrava que apenas 4% das mulheres se consideram bonitas.

Brenda Fiala, vice-presidente de estratégia da Blast Radius, uma agência de publicidade digital, diz que a Dove estava tentando criar uma relação de confiança com o consumidor a partir de emoções profundas.

Brenda compara essa estratégia da marca Dove, da gigante Unilever, com a da Procter & Gamble, que lançou durante os últimos Jogos Olímpicos uma campanha que apelava para a relação entre mães e filhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.