Campanha de vacinação contra aftosa começa amanhã

O Ministério da Agricultura informou hoje que os pecuaristas da maioria dos estados brasileiros terão que vacinar seus rebanhos contra a febre aftosa a partir de amanhã. Essa será a segunda etapa de imunização contra a doença neste ano.O cronograma do Programa Nacional de Erradicação de Febre Aftosa previa que 15 estados e o Distrito Federal iniciassem amanhã a vacinação, mas alguns estados anteciparam a campanha por causa dos focos da doença no Mato Grosso do Sul. O Distrito Federal, Goiás, Rondônia e São Paulo anteciparam para outubro (entre os dias 15 e 29) o início da segunda etapa. O prazo para vacinação vai até 30 de novembro.Estimativas do governo indicam que 161,2 milhões de bovinos, o equivalente a mais de 80% do rebanho total de 197,8 milhões de cabeças, e cerca de 1 milhão bubalinos (97% do total) deverão ser imunizados. Pecuaristas do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Sergipe e Tocantins devem vacinar seus rebanhos. Nesses estados, a primeira etapa da campanha de 2005 ocorreu em maio.Resultado das visitasTécnicos do Comitê Veterinário Permanente do Cone Sul e do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (Panaftosa) devem se reunir na sexta-feira, dia 4, em Campo Grande (MS), para discutir o resultado das visitas feitas nos últimos dias a regiões do Paraguai e do Brasil. Eles avaliam o controle dos focos de febre aftosa ocorridos no Mato Grosso do Sul e as suspeitas da doença no Paraná. No caso do Mato Grosso do Sul, o primeiro foco foi confirmado em propriedade localizada no extremo sul do Estado, perto da fronteira com o Paraguai.O grupo partiu na última quarta-feira de Assunção, no Paraguai, passou por Canindeyú, também no Paraguai, e foi à fronteira com o Mato Grosso do Sul para verificar o controle sanitário nas barreiras. Hoje, a missão está no Paraná. A intenção é de que os técnicos também verifiquem o controle de ingresso na fronteira entre o Paraná e o Mato Grosso do Sul e percorram a região com focos confirmados, começando por Eldorado. Na sexta-feira, a missão deve se reunir em Campo Grande para discutir o resultado da visita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.