Campanha do ‘Estadão’ teve desempenho recorde

Uma campanha desenvolvida pela agência FCB para o Estadão figurou entre as brasileiras mais premiadas do ano. A ação “Músicas de Violência”, que alertava usuários que buscam canções que faziam apologia à violência contra a mulher no aplicativo de músicas Shazam, ganhou um total de cinco Leões (1 ouro, 2 pratas e 2 bronzes). Foi também o maior número de Leões angariados para uma campanha de um jornal brasileiro no festival Cannes Lions em um só ano.

O Estado de S.Paulo

25 Junho 2016 | 18h00

Ao todo, a campanha detectou 350 músicas diferentes com conteúdos ligados à violência física, sexual e psicológica contra a mulher. Toda a vez que um usuário do Shazam buscava uma canção com este tipo de mensagem, ele recebia um alerta afirmando que a letra incitava a violência.

Além de informar o usuário sobre o conteúdo impróprio, o aplicativo ainda exibia depoimentos reais de vítimas de violência. Após ouvirem as mensagens, somente 6% dos usuários impactados acabaram comprando uma canção. Os demais 94% foram direcionados a um link de doações para o Disque Denúncia.

Uma iniciativa do jornal The New York Times com o uso de óculos de realidade virtual e vídeo em 360 graus dois Grand Prix no Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade, nas categorias Mobile e Entertainment. No caso, a premiação foi para o próprio jornal, pois a campanha incluía tanto o conteúdo editorial produzido quanto as ações de marketing para promovê-lo.

O NYT produziu uma série de documentários – chamada The Displaced – com a tecnologia de realidade virtual (VR) para que o espectador pudesse se sentir dentro da realidade de refugiados vivendo em várias partes do mundo. A decisão de fazê-lo em 360 graus também foi uma forma de a empresa jornalística incentivar a popularização da tecnologia, ao lado de parceiros como Google e Samsung.

Do ponto de vista de marketing, o NYT trabalhou para que os documentários não fossem vistos apenas pelo limitado número de pessoas que já possuem aparelhos equipados com VR. No dia da divulgação dos documentários em seu site, o jornal enviou para todos os cerca de 1 milhão de assinantes de sua edição impressa um equipamento de realidade virtual do Google, feito em papelão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.