Campanha do pré-sal reforça tom nacionalista do governo

A campanha de marketing adotada para o anúncio dos projetos do marco regulatório da exploração do petróleo na camada do pré-sal reforça o tom nacionalista com que o governo vem abordando o assunto. A semelhança entre a campanha atual e o movimento nacionalista "O Petróleo é Nosso", dos anos 1950, quando foi criada a Petrobras, está evidenciada no material de divulgação distribuído pelo governo e nos banners afixados nas paredes do auditório do Centro de Convenções Ulysses Guimarães: "Pré-Sal Patrimônio da União. Riqueza do Povo. Futuro do Brasil", dizem os cartazes. É no Centro de Convenções que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará, esta tarde, o anúncio oficial dos projetos que definem o marco regulatório do pré-sal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.