Campus Party aposta em ''celebridades''

Entre as atrações do evento estão o ex-vice-presidente americano Al Gore e Steve Wozniak, cofundador da Apple, considerado o inventor do PC

Alexandre Mello, O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2011 | 00h00

Atrações internacionais em grande quantidade. Essa foi a aposta dos organizadores da feira Campus Party para a quarta edição brasileira, que começou ontem no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, e segue até o próximo domingo.

O calendário de palestras deste ano começa com Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos e Prêmio Nobel da Paz, às 13h de hoje, e termina com Steve Wozniak, cofundador da Apple, considerado praticamente o inventor do computador pessoal, às 19h de sábado, 22. Nos outros dias, será a vez de personalidades como Tim Berners-Lee (criador do WWW), Kul Wadhwa, gerente da Wikipédia, e do editor especial da revista britânica Wired, Bem Hammersley.

E, para os mais viciados em tecnologia, a lista traz ainda Stephen Crocker, gerente de programa da Arpanet (que lançou as bases da internet na década de 60), e Jon "Maddog" Hall, figura importante entre os defensores do software livre - e escritor do livro Linux for Dummies.

As palestras deverão ser assistidas por 6,8 mil pessoas que se inscreveram no site da Campus Party. Destas, mais de 4,5 mil pretendem acampar no próprio local. São os chamados "campuseiros".

Eles também terão direito a participar de cerca de 400 atividades - de debates a competições - em variadas áreas como robótica, eletrônica, astronomia, games, música, mídia social, games e simuladores.

Já aos não cadastrados resta a chance de ver uma amostra do evento gratuitamente num local à parte chamado Área Expo, ou pela TV Campus Party. Pouco, perto do que realmente acontece no lado de dentro.

Fora do comum. Ao contrário das demais feiras de tecnologia, a grande característica da Campus Party é ser um espaço de debates. Em vez de uma enorme exibição de produtos, o que predomina é a diversidade de seminários, debates e palestras, assistidas por pessoas de diversas regiões do País, em sua maioria usuários experientes de tecnologia, chamados popularmente de geek ou nerds.

Criada em 1997 na Espanha, essa feira também é realizada no Brasil, na Colômbia, no México e contou com duas edições especiais: a Iberoamerica (em San Salvador) e a Campus Party Europa (em Madri).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.