Canadá confirma novo caso de doença da vaca louca

O Canadá confirmou um novo caso da doença da vaca louca neste domingo, em uma fazenda na região de British Columbia. Este é o quinto caso desde maio de 2003, quando os Estado Unidos fecharam suas fronteiras para a carne bovina canadense. Nenhuma parte do animal doente entrou nos produtos alimentícios para humanos ou para animais, não havendo prejuízo à segurança da carne bovina canadense, declarou a Agência de Inspeção Alimentar do país. Inspetores fizeram testes em cerca de 100 mil animais desde que o primeiro caso de vaca louca foi detectado e disseram que casos isolados da doença são esperados. O Canadá convidou os Estados Unidos a participar da investigação epidemiológica do último caso da doença. O governo americano disse que enviará um especialista ao país vizinho nesta segunda-feira. O secretário da Agricultura americano, Mike Johanns, disse que não prevê mudanças no comércio entre os dois países. "Informações conseguidas por meio dessa investigação vai nos ajudar a determinar qual será o impacto do caso, se houver algum, no comércio de carne bovina com o Canadá. Baseado nas informações que já temos, não antecipo nenhuma mudança em nossas relações comerciais."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.