Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Canadá nega que tenha devolvido frango ao Brasil

A Embaixada do Canadá divulgou nota negando que o governo canadense tenha devolvido ao Brasil 50 mil toneladas de frango. "A mercadoria não chegou ao Canadá e não foi retornada ao Brasil", afirma a nota, acrescentando que o produto foi "redirecionado" por decisão das empresas envolvidas "sem prejuízo financeiro para o exportador brasileiro". A denúncia da devolução da mercadoria foi feita pela Associação Brasileira das Empresas Exportadoras de Frango (ABEF). De acordo com a denúncia, os Estados Unidos estariam ameaçando vetar o ingresso de frango canadense no mercado americano, caso o Canadá mantenha as importações do produto brasileiro, por causa da doença de "new castle" (febre que atinge as aves), que ainda não foi erradicada no Brasil. A Embaixada do Canadá confirmou acordo sanitário com o Brasil para a importação do produto, mas acrescentou que "é reconhecido que qualquer país tem o direito de impor restrições sanitárias para a importação de produtos. Os Estados Unidos, assim como outros países, incluindo o Brasil, têm exigências para assegurar que importações dos países habilitados não apresentem riscos, como resultado do comércio com terceiros países por eles não habilitados", diz a nota. A Embaixada afirma que a Agência Canadense de Inspeção de Alimentos não está recusando a entrada da carne de frango brasileira. "Ela está emitindo licenças de importação a partir de solicitações feitas". Ainda segundo a Embaixada, a Agência Canadense de Inspeção de Alimentos "honrou o acordo assinado em julho último e continua trabalhando com as partes interessadas" para facilitar as importações potenciais do Brasil. A nota é concluída assim: "Sob o aspecto comercial, os importadores canadenses naturalmente levarão em conta as implicações para os outros mercados, caso existam."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.