Canadá segue EUA e anuncia plano para ajudar montadoras

País irá injetar US$ 3,3 bi na General Motors e na Chrysler.

Da BBC Brasil, BBC

20 de dezembro de 2008 | 19h27

O governo do Canadá anunciou neste sábado um plano de ajuda de US$ 3,3 bilhões para ajudar duas montadoras que operam no país, a General Motors e a Chrysler - que vivem dificuldades em decorrência da crise econômica global.Ao anunciar a medida, o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, disse que o pacote foi "um passo lamentável, mas necessário, para proteger a economia canadense".Segundo Harper, há "centenas de milhares ou mesmo milhões de famílias no Canadá que podem ser potencialmente afetadas pelos problemas na indústria automobilística.O premiê também anunciou um programa de reestruturação do setor semelhante ao anunciado pelos Estados Unidos."Nós temos a intenção de ver uma indústria reestruturada e vamos fazer o que for necessário para garantir que todos os acionistas colaborem com isso."Estados UnidosNa sexta-feira, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, anunciou um pacote da ordem de US$ 17, 4 bilhões para ajudar principalmente a Chrysler e a General Motors, que correm o risco de falência por causa da crise financeira.A General Motors deve receber uma ajuda de US$ 9,4 bilhões e a Chrysler de US$ 4 bilhões antes do final deste ano. Outros US$ 4 bilhões devem ser liberados posteriormente.No Canadá, a maior parte do dinheiro virá do governo federal, por meio de empréstimos de curto prazo às duas montadoras. O restante virá do governo da Província de Ontário, no leste do país, onde as duas montadoras estão sediadas no país.O dinheiro permitirá que as duas empresas continuem funcionando no Canadá enquanto passam pelas reestruturações.Além de anunciar a ajuda às montadoras, Harper também revelou medidas para ajudar os fabricantes de motores e os compradores de veículos.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.