Canuto diz que Brasil é país seguro para investimentos

O Brasil é um lugar seguro para os investimentos, afirma o secretário de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, Otaviano Canuto. Após o episódio do aumento das tarifas de telefonia, o secretário diz que o Brasil continua na "tela" dos investidores. Segundo ele, quando os ruídos e as dúvidas quanto ao marco regulatório se dissiparem, os investidores verão o Brasil como um lugar onde o respeito aos contratos foi reafirmado. Ele considera o fortalecimento do marco regulatório uma tarefa diária e discorda de avaliações de que o governo dá sinais dúbios em relação a isso. ?O governo está fazendo o que tem que ser feito para compor um arcabouço regulatório adequado para gerar crescimento?, comenta. Uma sinalização importante nessa direção, acredita o secretário, foi a decisão das companhias de telefonia fixa de prorrogar por mais 20 anos os contratos de concessão a partir de 2006. Pela negociação, o índice de correção das tarifas deixa de ser o Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna (IGP-DI) e passa a ser um índice setorial. Esse índice setorial será um mix de índices, que representará a variação de custos dos setor. Além do fortalecimento do marco regulatório, o secretário apontou o controle da inflação e o andamento das reformas como fatores que contribuem para a criação de um ambiente favorável aos investimentos. Na sua avaliação, a cada dia que passa as reformas vão ganhando mais peso na avaliação dos investidores, porque cresce a segurança com relação ao controle da inflação, com sinais evidentes de consolidação. ?As empresas podem até postergar as decisões, mas o fato é que ninguém tira da tela o investimento no Brasil?, diz.

Agencia Estado,

03 Julho 2003 | 14h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.