Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Capacidade de geração de energia do Brasil deve crescer

A capacidade de geração de energia do País crescerá em 1.644 megawatts ainda neste primeiro trimestre. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), essa nova energia virá de sete usinas hidrelétricas que estão em construção ou em processo de ampliação. Ao todo, elas colocarão em operação comercial nove turbinas até março. A maior contribuição individual virá da usina de Tucuruí, no Pará. A usina, que pertence à estatal Eletronorte, inaugura já neste mês duas unidades de geração que, somadas, têm potência instalada de 750 MW.Usinas concedidas à iniciativa privada também acrescentarão importantes montantes de energia ao sistema neste trimestre. Em fevereiro, entrarão em operação mais 232 MW na usina de Barra Grande. Localizada na divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul, a concessão da usina pertence ao consórcio privado Baesa, formado por grandes empresas como Alcoa, CPFL, Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), Camargo Corrêa Cimentos e DME Energética. Outro grande acréscimo, de 293 MW, ocorrerá em março, na usina de Campos Novos (SC). A usina é controlada por um consórcio que tem como acionista majoritário a CPFL Geração.Segundo a Aneel, os 1.644 MW que serão incluídos ao sistema até março equivalem a 94,9% da potência total agregada por hidrelétricas em todo o ano passado (1.732 MW). Para o ano de 2006, a expectativa da Aneel é de que as hidrelétricas acrescentem 4.589 MW ao sistema energético do País.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2006 | 14h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.