Capital carioca tem desemprego de 6,9% em novembro

O município do Rio de Janeiro registrou uma taxa de desemprego de 6,9% em novembro, segundo divulgou nesta quinta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE). Ao contrário do que costuma acontecer, o IBGE apresentou informações específicas sobre o mercado de trabalho no município do Rio - e não para a região metropolitana, como apura a pesquisa mensal de emprego (PME). O índice de desemprego na cidade está abaixo da estimada para a Região Metropolitana do Rio (7,3%) e para o agregado das seis regiões metropolitanas investigadas pela PME em novembro (9,5%). A pesquisa foi realizada em convênio com o Instituto Pereira Passos.O rendimento médio real das pessoas ocupadas no município era de R$ 1.256,66 em outubro e passou a R$ 1.225,10 em novembro de 2006, com uma perda de 2,5%. Na comparação com novembro de 2005 o indicador não apresentou variação.O rendimento médio real do trabalhador no município do Rio de Janeiro, em novembro último, segundo o IBGE, era 15,9% maior que o estimado para o conjunto das seis áreas, e superior em 23,3% ao calculado para a Região Metropolitana do Rio de Janeiro.A pesquisa revelou também que, no município do Rio de Janeiro, aproximadamente 41,1% da população ocupada eram trabalhadores com carteira de trabalho assinada, taxa cerca de 3 pontos percentuais acima da observada na região metropolitana. O emprego sem carteira tinha um peso de 11,2% na população ocupada do município, contra 13,0% na região metropolitana.Segundo os dados apurados pela pesquisa mensal de emprego, havia 2,7 milhões de pessoas ocupadas no município do Rio de Janeiro em novembro de 2006, "indicando estabilidade" tanto em relação ao mês anterior, quanto a novembro de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.