Capitalização é decisão soberana da sociedade, diz Lula

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, se emocionou hoje ao iniciar seu discurso na cerimônia de lançamento das ações da Petrobras, em evento na BM&FBovespa que marca o processo de capitalização da estatal. "Deus foi muito generoso não só comigo, mas com o povo brasileiro, que esperou por muito tempo a chance de ser respeitado no mundo", afirmou o presidente, com a voz embargada. Isso, segundo ele, se deu a custo de muito trabalho e representa o desenvolvimento do capitalismo brasileiro. Lula ressaltou a importância da capitalização da Petrobras como uma "decisão soberana da sociedade que projeta o seu futuro".

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agencia Estado

24 de setembro de 2010 | 10h38

Ele afirmou que a capitalização é a salvaguarda para evitar que riquezas se percam. Ressaltando a extraordinária evolução da Bolsa nos últimos anos, Lula afirmou que, em 2003, a Bovespa não chegava aos 14 mil pontos e hoje já está em torno de 70 mil pontos. "O Brasil está muito orgulhoso do Brasil", afirmou.

O presidente acrescentou que no dia 3 de outubro, "quando ocorrerá a festa das urnas, ocorrerá também a festa de aniversário da Petrobras". A empresa completará 57 anos. "A Petrobras é a maior da América Latina e uma das maiores empresas do mundo e hoje consolida um novo marco histórico com essa oferta de ações", disse o presidente, ressaltando a tecnologia de ponta da estatal, que permitiu a descoberta das reservas no pré-sal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.