coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Carga de energia cresce 7,8% em fevereiro, revela ONS

A carga de energia teve um crescimento de 7,8% em fevereiro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, para 69,397 mil MW médios. O dado foi divulgado nesta quarta-feira, 12, pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Na comparação com janeiro de 2014, o crescimento foi de 3,6%. Já no acumulado de 12 meses, a expansão foi de 3,7%. Os números divulgados sobre a carga, que é a soma do consumo de energia com as perdas do sistema, são preliminares.

WELLINGTON BAHNEMANN, Agencia Estado

12 de março de 2014 | 16h09

Os dados do ONS expurgam a incorporação da carga de Manaus (AM) ao Sistema Interligado Nacional (SIN) para não distorcer a comparação. A capital amazonense foi adicionada ao SIN em 9 de julho de 2013. Se este volume de energia fosse considerado, a carga do SIN chegaria a 70,359 mil MW médios em fevereiro de 2014, crescimento de 9,3% em relação ao mesmo mês do ano passado.

De acordo com o operador, o aumento da carga no período em questão reflete as temperaturas mais altas e a escassez das chuvas, resultando no uso intensivo de aparelhos de refrigeração, especialmente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, que representam 78% do consumo do SIN. Além disso, o maior número de dias úteis no mês também contribuiu para esse resultado, já que o carnaval em 2013 ocorreu em fevereiro, e não em março como este ano.

Entre as regiões do País, a carga de energia no subsistema Sudeste/Centro-Oeste cresceu 7,5% em fevereiro na comparação anual, para 42,188 mil MW médios. No Sul, a expansão foi de 12%, para 12,624 mil MW médios. No Nordeste, a alta foi de 5,3%, para 10,251 mil MW médios. No Norte, expurgada da carga de Manaus, o aumento foi de 4,8%, para 4,334 mil MW médios.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaONS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.