Carga de energia no Sistema Interligado Nacional cresce

Aumento registrado em dezembro foi de 11,3%, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico

Nicola Pamplona, da Agência Estado,

30 de dezembro de 2009 | 15h52

A carga de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) cresceu 11,3% em dezembro, na comparação com o mesmo mês do ano anterior. A informação consta do Boletim de Carga Mensal do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), cuja versão preliminar foi divulgada nesta quarta-feira, 30. O documento ressalta que a comparação com dezembro de 2008 é prejudicada pelo mau desempenho da economia brasileira naquele mês, quando o País sofria fortemente os efeitos da crise financeira.

 

No acumulado do ano a carga de energia (que inclui o consumo mais as perdas do sistema) cresceu 0,7% com relação ao ano anterior. Segundo os técnicos da entidade, o desempenho foi "impulsionado principalmente pelo consumo interno das famílias, refletido diretamente nas classes de consumo residencial e comercial", movimento observado em todo o País. Com relação a novembro de 2009, a carga do SIN caiu 2,4%, movimento provocado pelas altas temperaturas no mês anterior.

 

A maior alta no mês de dezembro, em comparação com o mesmo período do ano anterior, foi registrada no subsistema Sudeste/Centro Oeste, de 14,1% - segundo o ONS, motivada pela retomada da atividade industrial. No Nordeste, a carga aumentou 10%; no Sul, 6,9%; e no Norte, 1,6%, sempre em comparação com o mesmo mês do ano anterior. A região Norte, diz o boletim do ONS, continua sentindo os efeitos da crise sobre os consumidores eletrointensivos, que têm sua produção voltada para o mercado externo.

Para 2010, o ONS e a Empresa de Pesquisa Energética preveem um aumento de 6,1% na carga de energia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.