Carga tributária cai para 36% do PIB

A carga tributária no Brasil caiu 0,95% no primeiro semestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2008, para o equivalente a 36,04% do Produto Interno Bruto (PIB), informou ontem o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

REUTERS, O Estadao de S.Paulo

15 de setembro de 2009 | 00h00

Esta é a primeira queda da carga tributária no primeiro semestre desde 2003.

Apesar da queda da carga tributária, o instituto destacou que "surpreendentemente" houve um leve aumento nominal da arrecadação no valor de R$ 3,12 bilhões, para R$ 519,24 bilhões na primeira metade do ano.

"Houve crescimento nominal da arrecadação porque somente a União promoveu medidas de desoneração tributária. Os Estados nada fizeram para auxiliar a sociedade no combate à crise (global)", afirmou o presidente do IBPT, Gilberto Luiz do Amaral, segundo comunicado no site do instituto.

"O consumo das famílias segurou não somente uma queda maior do Produto Interno Bruto como também da arrecadação tributária."

O levantamento apontou também que cada brasileiro pagou R$ 2.711,22 em tributos no primeiro semestre. Nesse período, a arrecadação média por dia foi de R$ 2,868 bilhões, ou R$ 33.203,16 por segundo.

No ano, a estimativa é de que a cifra per capita seja de aproximadamente R$ 5.553.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.