Carga tributária líquida em 2011 foi de 20,17% do PIB

A carga tributária líquida em 2011 foi de 20,17% do Produto Interno Bruto (PIB). Isso significa um crescimento de 1,57% do PIB entre 2010 e 2011. É a maior variação de um ano para o outro desde 2003. A carga líquida é calculada retirando da carga tributária bruta os valores de transferências de assistência, previdência e subsídios.

RENATA VERÍSSIMO E JOÃO VILLAVERDE, Agencia Estado

29 de novembro de 2012 | 17h53

"A importância de olhar para a carga líquida é porque permite ter uma melhor comparação com outros países. Os países que tendem a ter uma rede de proteção maior tendem a ter uma carga tributária bruta maior", disse o secretário adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Sérgio Gobetti, em apresentação dos números da carga tributária líquida.

Tudo o que sabemos sobre:
Fazendacarga tributária2011líquida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.