Cargill perde na Justiça caso contra ex-executivo que foi para JBS nos EUA

Um juiz federal negou pedido da Cargill para impedir que um ex-executivo de sua unidade de carne trabalhasse para a rival JBS.

REUTERS

21 de outubro de 2014 | 16h23

O processo movido pela multinacional nos EUA tinha como objetivo garantir segredos comerciais.

O juiz Raymond Moore, de Denver, decidiu na segunda-feira que, apesar de Jason Kuan "ter tido conhecimento específico de segredos comerciais da Cargill, seu conhecimento agora é generalizado".

Em agosto, a Cargill processou Kuan, que liderou uma unidade de carne no Canadá, alegando que ele copiou centenas de documentos confidenciais depois que ele recebeu uma oferta de emprego da JBS no Colorado.

A empresa pediu que Moore emitisse uma liminar proibindo Kuan de trabalhar para um concorrente por um ano.

O caso é Cargill versus Jason Kuan está na Corte Distrital do Colorado (nº 14-cv-02325).

(Reportagem de Tom Polansek)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSCARGILLJBS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.