Carreata vai de SP a Brasília para exigir mínimo de R$ 400

Uma carreata sai hoje de São Paulo em direção à Brasília para reivindicar aumento do salário mínimo para R$ 400,00 e correção da tabela do Imposto de Renda em 13%, correspondente a 7% que ficaram do ano passado mais 5% da inflação deste ano. A carreata é promovida pelas centrais sindicais Confederação Geral dos Trabalhadores (CGT), Força Sindical, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Social Democracia Sindical, Central Autônoma dos Trabalhadores e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil. O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, lembrou que dobrar o valor do salário mínimo e corrigir a tabela foi uma promessa do presidente Lula. "Esperamos que o presidente honre a palavra", disse. Em Brasília, os manifestantes serão recebidos em uma audiência conjunta, marcada para amanhã com os ministros da Fazenda, Antonio Palocci; da Casa Civil, Dilma Rousseff; do Trabalho, Luiz Marinho; e do Planejamento, Paulo Bernardo. As informações são da Radiobrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.