carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Carrefour anuncia que sairá da Rússia

A rede de supermercados francesa Carrefour está preparando sua saída da Rússia, fortemente afetada pela crise global, apenas quatro meses depois de se estabelecer no que já foi um dos mercados de varejo que mais crescia na Europa.

LIONEL LAURENT E ROBIN PAXTON, REUTERS

15 de outubro de 2009 | 16h12

O Carrefour informou nesta quinta-feira que vê pouca perspectiva de crescimento ou de aquisições na Rússia --onde planejava eventualmente se tornar a terceira maior empresa do setor-- e que sua saída levará a uma pequena despesa.

"É exatamente porque estamos adotando uma perspectiva de longo prazo que estamos saindo da Rússia", disse o vice-presidente financeiro do Carrefour, Pierre Bouchut, em teleconferência.

A varejista, que divulgou uma previsão baixa de lucro operacional para este ano, acrescentou que não planeja sair de outros mercados emergentes por enquanto.

Na semana passada, o Carrefour negou reportagem do jornal francês Le Monde de que a empresa poderia sair do Brasil, da Colômbia e da Argentina.

A empresa não quis divulgar mais detalhes financeiros sobre sua saída da Rússia.

O Carrefour afirmou que o mercado na Europa é "desafiador", ao divulgar uma receita de 24 bilhões de euros no trimestre encerrado em 30 de setembro, uma queda de 2,9 por cento.

(Reportagem adicional de Noelle Mennella)

Tudo o que sabemos sobre:
VAREJOCARREFOURRUSSIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.