Carrefour busca parceiro na Índia, mas não comenta aliança

Segundo o jornal Economic Times, varejista francesa estaria negociando parceria com o indiano Future Group

Danielle Chaves, da Agência Estado,

14 de setembro de 2009 | 12h28

A varejista francesa Carrefour e o indiano Future Group afirmaram que estão explorando oportunidades de aliança na Índia, mas não confirmaram que estão conversando um com o outro sobre um possível acordo. "Continuamos estudando cada oportunidade de parceria relacionada a hipermercados na Índia", afirmou o Carrefour em um comunicado, sem citar o nome de qualquer possível parceiro.

 

O jornal Economic Times publicou nesta segunda-feira, 14, uma reportagem, citando uma fonte não identificada, em que afirma que o executivo-chefe da varejista francesa, Lars Olofsson, visitou a Índia na semana passada e se reuniu com o chairman do Future Group, Kishore Biyani.

 

Segundo o diário, Olofsson e Biyani visitaram alguns pontos de venda da Big Bazaar e da Food Bazaar, pertencentes ao Future Group, em Nova Délhi. O movimento foi visto como um precursor para um possível acordo no futuro próximo, disse a reportagem. "Não posso confirmar (qualquer conversa com o Carrefour) nem dizer qualquer coisa (mais) nesse momento", afirmou Kishore Biyani, à agência Dow Jones.

 

A Índia é o mercado mais atraente para varejistas internacionais que buscam se expandir em mercados emergentes, segundo estudo da empresa de consultoria norte-americana A.T. Kearney divulgado em junho. O país ficou em primeiro lugar no ranking anual do Global Retail Development Index para 30 mercados em desenvolvimento, depois de ter ocupado a segunda colocação no ano passado.

 

A varejista francesa tem planos de abrir seu primeiro ponto de venda de atacado na Índia até o fim deste ano ou no início de 2010. O Future Group é dono da Pantaloon Retail, a maior varejista da Índia em capitalização de mercado.

 

O Wal-Mart abriu sua primeira loja de atacado no país em maio, por meio de uma joint venture com a indiana Bharti Enterprises. O Wal-Mart e a Bharti planejam abrir cerca de 15 lojas no país nos próximos três anos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
CarrefourÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.