Carro: importado de luxo demora até 6 meses

Não basta ter o dinheiro em mãos. Dependendo da marca e do modelo que se pretende comprar, o cliente pode ter de esperar até seis meses após fechar o negócio para levar o carro. É o caso dos compradores de Ferrari. Sob encomenda, a Ferrari importa os modelos 550 Maranello (US$ 460 mil), 456 GT V12 (US$ 470 mil) e 360 Modena (US$ 330 mil). Para efetuar a encomenda de uma Ferrari, deve-se deixar um sinal que, dependendo do modelo, varia entre 20% e 40% do preço do automóvel. A partir desse pagamento, o cliente ainda terá de aguardar de quatro a seis meses pelo carro. A espera pelo Porsche 911 Turbo (a partir de US$ 295 mil) é de cerca de seis meses. Quanto aos carros da Jaguar, isso só acontece se o interessado pedir uma versão de configuração não disponível em estoque. Neste caso, o comprador tem de deixar sinal de 50% e esperar cerca de 90 dias para recebê-lo. O BMW Z8 (R$ 490 mil) também só está à venda no País sob encomenda. O roadster de 400 cv demora de 30 a 90 dias para ser entregue e o comprador ainda deve deixar sinal de 30% do valor do carro. Além do Z8, a marca alemã ainda comercializa por encomenda o esportivo M3 (R$ 208 mil) e o Z3M (R$ 190 mil). A Mercedes-Benz costuma vender por encomenda no País seis modelos: S500 longo (que vem blindado da Alemanha), S600, CL500, CL600, ML55 AMG e E55 AMG. A praxe, nesse caso, é dar um sinal de 20%. O carro demora de 60 a 90 dias. Eventualmente, porém, a montadora pode ter algum deles para pronta entrega. A Audi tradicionalmente comercializa todos os seus veículos importados por encomenda. Os carros que são encomendados com mais freqüência são o Allroad, A8, S8 e A4 1.8 mecânico. O interessado deve dar 40% de sinal e esperar de 45 a 90 dias. Para adquirir um Peugeot 406 cupê, as revendas da marca pedem sinal de 50%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.