portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

Carro mais barato do mundo chega ao mercado

Após atrasos no projeto, a indiana Tata Motors anuncia para abril o início das vendas do Nano, que custa cerca de US$ 2 mil

, O Estadao de S.Paulo

24 de março de 2009 | 00h00

A indiana Tata Motors anunciou ontem que o "carro mais barato do mundo", o Nano, começa a circular a partir de julho. As primeiras 100 mil unidades serão vendidas sob encomenda e terão preço mínimo de 100 mil rupias (cerca de US$ 2 mil, ou R$ 4,5 mil). O modelo foi apresentado em janeiro de 2008, mas a produção foi frustrada após protestos na cidade de Bengala. A fábrica construída na cidade teve de ser transferida para outra localidade, e a nova fábrica ficará pronta só em 2010. Enquanto isso, o carro está sendo provisoriamente montado em outra unidade."Estamos prestes a oferecer uma nova forma de transporte para as pessoas da Índia e, mais tarde, espero que para outros mercados também", afirmou o presidente da Tata Motors, Ratan Tata. Porém, as condições do mercado - e de sua empresa - mudaram radicalmente desde que o veículo foi inicialmente anunciado, há pouco mais de um ano. Desde então, a Tata Motors sofreu seu primeiro prejuízo em sete anos, as ações despencaram 70% e sua nota de crédito foi cortada.Mesmo assim, Ratan Tata mostrou-se otimista com o projeto. Ele explicou que os interessados em adquirir o Nano - carro com motor de 624 cm³ e 33 cavalos (equivalente ao de uma motocicleta de 400 cc) - terão de enviar seu pedido entre os dias 9 e 25 de abril. Os primeiros 100 mil clientes serão escolhidos por sorteio. Uma vez que os custos com matérias-primas como o aço mudaram consideravelmente desde que o Nano foi proposto pela primeira vez, a companhia decidiu manter o preço das primeiras 100 mil unidades e espera ser lucrativa, disse Tata. Analistas afirmam, porém, que a montadora vai provavelmente elevar seus preços em breve.O Nano é um carro despojado. Mede 3,1 metros, tem quatro portas, capacidade para quatro passageiros e pode atingir 105 km/hora. Roda 23,6 km com um litro de gasolina. A versão básica não tem rádio, vidros elétricos ou ar-condicionado, entre outros itens. Uma variante europeia será lançada em 2011 e a companhia também está avaliando o mercado americano, já que a situação econômica torna carros baratos mais atraentes, disse Tata. Há quem espere que o modelo seja exportado para o Brasil, mas, com impostos e custo de frete, o modelo básico chegaria ao País por cerca de R$ 14 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.